Compartilhe nas redes sociais:
  • Facebook
  • Google +
  • Twitter
 11/08/2016 17:00:00


Rosângela Reis confirma apoio a Quintão, que apresenta vice

Em coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (10), a deputada estadual Rosângela Reis (PROS) oficializou seu apoio ao pré-candidato a prefeito de Ipatinga Sebastião Quintão (PMDB)

Gizelle Ferreira


Arranjo político aconteceu após vários diálogos
IPATINGA – Em coletiva à imprensa na tarde desta quarta-feira (10), a deputada estadual Rosângela Reis (PROS) oficializou seu apoio ao pré-candidato a prefeito de Ipatinga Sebastião Quintão (PMDB). Na mesma ocasião, foi confirmado o vice da chapa, o advogado Jésus Nascimento (PSDB).

Embora o arranjo da coligação tenha sido esclarecido, a hipótese de Rosângela se tornar candidata da chapa, no caso de impedimento de Quintão, ainda não foi descartada. Isto porque a ata da convenção partidária prevê que se houver contratempo com a candidatura de Sebastião, Rosângela assume a chapa e o PMDB indica o vice.
Sebastião Quintão disse que o melhor para a coligação é ter na chapa uma deputada estadual que representa a região. “Vimos que juntos podemos ser mais para ajudarmos Ipatinga. Foi nesta vertente que nós nos unimos”, disse. Sobre o nome de Jésus como vice, ele considerou: “Não podíamos encontrar um nome mais profícuo para Ipatinga do que Jésus.”

INELEGIBILIDADE
Conforme já antecipou o DIÁRIO POPULAR, Quintão pode ter a candidatura impugnada se for condenado dentro da lei de inelegibilidade. Questionado se estaria se resguardando juridicamente ao colocar o nome de Rosângela na ata, ele disse que não está preocupado com a “história de impugnação”. “Nós vivemos em um Estado de direito onde é possível que alguém queira impugnar por qualquer motivo. Não tenho medo não. Temos segurança do que estamos fazendo. E a impugnação tem que ser contestada”, afirmou.

IMPEDIMENTO
Embora o pré-candidato Sebastião Quintão afirme que não existam impedimentos jurídicos e apresente uma série de certidões negativas que avalizem a pré-candidatura, o Ministério Público (MP) avalia que ainda existem pendências colocando em risco a pretensão do pré-candidato peemedebista. Uma recente decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que tornou o pré-candidato inelegível, poderá ser usada contra o ex-prefeito de Ipatinga.

Em abril deste ano, o TJ suspendeu por cinco anos os direitos políticos de Quintão, com base em uma Ação Civil Pública (ACP) ajuizada MP. A Promotoria de Justiça apontou irregularidades em um convênio entre a Prefeitura com a Associação Teatral de Ipatinga (ASTI), à época em que Sebastião administrou a cidade. O convênio com a ASTI tinha o valor de R$ 659.437,00. Desse total, conforme as apurações do MP, R$ 165.414,08 foram gastos indevidamente.
O que acontecerá com Sebastião Quintão dependerá do entendimento de um juiz eleitoral. Até 23 de agosto, qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público Eleitoral poderá pleitear a impugnação de registro de candidatos.

Faça aqui o seu comentário

Existem campos em branco ou fora do padrão requerido.
Houve um erro e seu comentário não pode ser enviado.
Tente novamente mais tarde!!!
Obrigado.
Seu comentário foi enviado com sucesso!!!