Compartilhe nas redes sociais:
  • Facebook
  • Google +
  • Twitter
 26/07/2016 19:03:00


Acordo suspende demissão de 230 trabalhadores da Usiminas em SP

Um acordo na Justiça do Trabalho entre a Usiminas e o Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos da Baixada Santista e o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo suspendeu a demissão coletiva de 230 trabalhadores

BRASÍLIA - Um acordo na Justiça do Trabalho entre as Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (Usiminas), o Sindicato dos Siderúrgicos e Metalúrgicos da Baixada Santista e o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo suspendeu a demissão coletiva de 230 trabalhadores da empresa. O acordo foi mediado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).
Pelo acordo, também está suspensa qualquer dispensa em massa a partir de 1º de agosto, por um prazo de seis meses, sob pena de pagamento, por parte da Usiminas, de indenização no valor de R$ 500 mil.

Planta da Usina da Usiminas em Cubatão (SP), onde a siderurgica previa a demissão coletiva de 230 funcionários

Os desligamentos individuais devem se limitar à rotatividade normal, que ficou convencionado em percentual de 1,6% ao mês. Caso a Usiminas demita acima do limite estabelecido, a empresa terá de pagar uma indenização aos empregados desligados.
Em nota, a empresa disse que o acordo visa a manutenção de 98,4% do nível de emprego na Usina de Cubatão, no período de agosto de 2016 e janeiro de 2017. "A Usiminas ressalta a complexidade do atual cenário do setor siderúrgico e a importância de tornar a unidade de Cubatão sustentável, garantindo o futuro das operações."

Faça aqui o seu comentário

Existem campos em branco ou fora do padrão requerido.
Houve um erro e seu comentário não pode ser enviado.
Tente novamente mais tarde!!!
Obrigado.
Seu comentário foi enviado com sucesso!!!